COOPERA E TROCA

Feira de Troca de Livros como incentivo à Leitura - Dia C do Cooperativismo - Piranhas/AL

Dia C do Cooperativismo 2017

Conta aqui... Conta acolá! Contoção de histórias com Cordel

Apresentação no CEST

Grupo Conta aqui... Conta acolá! Contação de Histórias no Centro Educacional Santa Teresinha

Contação de Histórias

Conta aqui... Conta acolá! 8ª Bienal do Livro - Maceió/AL

Corrida do Cooperativismo

" Coopera e Troca - Feira de Troca de Livros na 7ª Corrida do Cooperativismos

12 março 2016

Comemoração e Cooperação




Hoje, parabenizamos todos os bibliotecários, que através de lutas contínuas, almejam patamares de valorização muito além de uma boa remuneração. Em evento realizado no auditório da Biblioteca Central (BC), no Campus A.C. Simões, em Maceió, na última quarta-feira dia 9 de março, a  Cooperativa de Trabalho Nacional dos Bibliotecários e Profissionais da Informação (BIBLIOCOOP), participou da solenidade de abertura "Biblioteconomia: conquistas e metas".

A presidente Marta Pimentel teve a oportunidade de explanar para a plateia presente, como funciona a Cooperativa de Bibliotecários. Ela ressaltou que ficou maravilhada com a participação dos estudantes. "Foi muito gratificante vê o interesse dos futuros profissionais, ávidos por conhecimento, prestigiando nosso dia". Comentou Marta. A abertura contou também com os participantes da Associação Alagoana de Profissionais em Biblioteconomia (AAPB), Sindicato dos Bibliotecários do Estado de Alagoas (SINBIBLIO) e do Conselho Regional de Biblioteconomia (CRB).

O curso de Biblioteconomia da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), encerrou a comemoração alusiva ao Dia do Bibliotecário, 12 de março, com a palestra "Ética no Contexto da Biblioteconomia e Ciência de Informação", ministrada pela professora Nelma Camelo.
Agradecemos a Coordenadora do curso, Professora Adriana Lourenço, pela oportunidade de divulgação da nossa Cooperativa de Trabalho, que muito nos elogiou pela iniciativa de valorização da profissão, como também, ao Sindicato e a Associação, por aceitarem unir-se conosco, abrilhantando ainda mais o evento.

06 março 2016

Sugestão de Leitura - Parte 3

(YOUNG, 2012)





Sociedades Cooperativas - Resumo Prático

Este livro estuda a tributação das sociedades cooperativas sob o prisma da SRF, elucidando o tema através das soluções de consultas feitas a ela; apresenta a legislação e jurisprudência correspondentes. Estabelece igualmente conceitos, características, instrumentos constitutivos, aspectos tributários, especificando a tributação pelo lucro real e presumido, e, por fim, põe à disposição a legislação contábil, referente às sociedades cooperativas. 

A obra, elaborada de forma didática e elucidativa, destina-se a advogados, contadores, consultores e demais interessados na área.

Sugestão de Leitura - Parte 1

(CARVALHO, 2011)

O Cooperativismo Sob a Ótica da Gestão Estratégica Global

As cooperativas são formas de organização com grandepotencial e possibilidade para gerar mudança econômica e social. Diante das dificuldades do cenário econômico, as Cooperativas se tornaram uma forma deorganizar e valorizar diferentes setores dentro da economia que, uma vez autorizados a funcionar como instituições financeiras, fazem frente à instabilidade econômica, promovendo o bem-estar das pessoas.

Este livro tem como objetivo avaliar o modelo de gestão estratégica vigente em algumas Cooperativas, propondo a introdução de estratégias competitivas de desenvolvimento organizacional. Aborda ainda a origem e o desenvolvimento do cooperativismo, algumas formas de gestão com enfoque no planejamento estratégico. 

Tendências mundiais mostram nitidamente que, muito embora o segmento cooperativista constitua um dos setores que mais se desenvolveram nos últimos tempos, esse sistema ainda deve solucionar problemas de formulação estratégica e posicionamento organizacional, visando sobreviver e se desenvolver em um mercado financeiro segmentado, exigente e cada vez mais competitivo. 

Neste livro, são apresentadas reflexões sobre o contexto da formulação e implementação estratégica em Cooperativas e seusimpactos.

Fonte: Editora Baraúna

Sugestões de Leitura - Parte 2

(SILVA, 2013)
Cooperativas de Trabalho, Terceirização de Serviços e Direito do Trabalho

Este estudo doutrinário aborda, de maneira didática e inovadora, o fenômeno da terceirização trabalhista por meio de sociedades cooperativas de trabalho, bem como os efeitos jurídicos de natureza constitucional, trabalhista, civil e cooperativa correspondentes.

Trata-se da obra mais atualizada e bem fundamentada sobre o tema da terceirização através de cooperativas de trabalho. A nova lei das cooperativas de trabalho (Lei n. 12.690/12) inovou as ordens jurídicas - trabalhista e cooperativa, promovendo verdadeira revolução de conceitos, de direitos e a identificação de novos princípios normativos aplicáveis à matéria. 

A pesquisa do autor aprofundou, de maneira sólida, o estudo da terceirização em suas diversas modalidades. Para tanto, foram buscados subsídios teóricos e jurisprudenciais nos institutos de Direito Constitucional, do Trabalho, Cooperativo, Civil e Empresarial. 

Como consequência, avulta uma análise jurídica sólida, sistematizada, dialética, inovadora e atualizada do problema da legalidade dos procedimentos de terceirização trabalhista por meio de sociedades cooperativas de trabalho.

Fonte: LTr Editora

02 março 2016

Cooperativismos como base curricular



Fonte: http://barrabase.com.br


O cooperativismo está com uma grande oportunidade em mãos. O Ministério da Educação (MEC) prorrogou até o dia 15/3 a consulta pública do texto preliminar da Base Nacional Comum (BNC). O documento trata dos conhecimentos essenciais que devem ser transmitidos aos estudantes brasileiros durante sua trajetória na Educação Básica, ano a ano, desde o ingresso na creche até o final do Ensino Médio. E essa é uma grande chance para que o cooperativismo seja incluído como parte do conteúdo a ser trabalhado nas salas de aula de todas as escolas públicas do país.
O documento será elaborado de forma participativa e a contribuição do movimento cooperativista é fundamental para que a doutrina cooperativista seja incorporada às disciplinas que compõem a BNC. 
E, com o objetivo de auxiliar, o Sistema OCB elaborou um documento com o passo-a-passo e sugestões de propostas que podem ser inseridas. Para acessá-lo e para ver todo o conteúdo dessa postagem siga o link <http://www.ocb-al.coop.br/noticias/2203/2016/03/02/cooperativismo-podera-integrar-a-base-curricular-das-escolas-publicas-do-pais>.